1.2.10

.Travessia.

Com as passagens compradas, mala meticulosamente arrumada e relógio acertado, ela trazia aquela inigualável ansiedade pré-viagem. Você conhece a sensação. Aquele friozinho na barriga, aquela demora para as horas finalmente passarem... A mesma ansiedade de um garotinho que conta os dias até o esperado aniversário, ou de um funcionário que espera as férias. O fato é que ela estava ali, prestes a realizar seu grande sonho. Repassava pela milésima vez a lista de coisas a fazer antes de partir. As listas mentais que fazia só eram interrompidas pelas fantásticas imagens de seu destino. Tudo era tão lindo, cartões-postais não faziam justiça a beleza do lugar. Ela imaginava como seria conhecer todos aqueles lugares, visitar tudo aquilo de que apenas tinha ouvido falar- ficava cada vez mais animada e mal era capaz de se conter.
Anos mais tarde, quando perguntada como conseguiu suportar tanto tempo para finalmente chegar ao lugar dos seus sonhos, se os 40 anos esperando foram miseráveis como se supunha, ela respondeu:
"Oh, claro que não! A viagem se torna mais fácil quando você tem em vista o destino a que se dirige. Além do mais, a viagem me preparou para o que eu iria encontrar, desfrutei de paisagens incríveis pelo caminho, conheci companheiros de jornada e outros se juntaram a nós. Tudo isso só me fez ficar ainda mais maravilhada quando finalmente cheguei!"

Um comentário:

Null disse...

bendita simplicidade, que troca virtuosismos por conteúdo
um dia eu chego lá
Rafalele tá na minha frente. anos-luz.
Ela aprendeu a calar. e ouvir.